Seguro DPVAT pode ser extinto

De acordo com o jornal Gazeta do Povo, o seguro obrigatório DPVAT, que cobre lesões e mortes em acidentes de trânsito, pode estar com os dias contados. A nova superintendente da Superintendência de Seguros Privados (Susep), Solange Vieira, declarou ser favorável ao fim do modelo atual de cobrança.

Segundo ela já foram identificados alguns problemas no sistema, com um índice elevado de denúncias, além do funcionamento sobre uma estrutura de monopólio. “Isso nos dá uma sensação de desconforto e estamos pensando em como podemos regular um novo modelo que atenda melhor a população”, ressaltou a superintendente, que assumiu a autarquia há dois meses.

A superintendente informa  que houve uma convocação da Câmara dos Deputados para discutir o assunto nos próximos dias e a Susep participará para tornar a discussão pública.O ‘Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Vias Terrestres’, abreviado para DPVAT, é pago anualmente por todos os proprietários de veículos. Ele é administrado por um consórcio de seguradoras privadas, apesar de ser uma taxa cobrada pelo poder público. O nome desse consórcio é Seguradora Líder, e atrás dela estão gigantes como Bradesco, Porto Seguro, Caixa Seguros e Banco do Brasil, entre outras.

O fim do DPVAT não significa o fim da cobertura a vítimas de acidente de trânsito, mesmo a de pedestres não habilitados a dirigir. A alternativa que se busca seria desarticular o monopólio que fica sob controle da Seguradora Líder, que foi alvo de investigação da Polícia Federal sob a acusação de fraudes. Segundo o jornal, a Seguradora Líder disse que “acredita que o atual modelo de operação e gestão do Seguro DPVAT pode, e deve, ser aperfeiçoado”.

5 COMENTÁRIOS

  1. O problema é que pagamos e chega a hora de receber eles ficam falando que está faltando várias coisas , nega falando que não tem lesões e no final pagam super abaixo do direito.

  2. Tem que acabar é com IPVA, é um roubo isto com nós que além de pagar caro em automóveis aqui no Brasil ainda tem que pagar para usá-lo, sendo que as rodovias já não são mais federais e sim privatizadas, e temos que pagar o pedágio. É uma vergonha isto e um roubo, o senhor Bolsonaro tinha que acabar com isto e não com DPVAT e nem com radares nas estradas, sou contra isto vai virar uma narquia nas rodovias, vai ser como Interlagos, carreteiro não respeita carro pequeno e tem carros que correm a 200 km/h, vai ser rodovias da morte.

  3. Pessoas do Bem, só o simples fato de tirar essa obrigatoriedade das mãos desses manipuladores, dando direito a escolha para cada contribuinte basta cada um fazer sua parte, e todos deverá ter seguro para terceiros. Fica tudo mais em conta e resolvido.

  4. é bem facil, quem tiver seguro do carro que cubra terceiros fica dispensado do dpvat, ja quem nao tem nenhum seguro seria obrigado a pagar.com respeito a saber quem tem e quem não tem é muito facil existe um banco de dados que tem todas estas informações, fácil fácil.

  5. Um grupo que chegou á exigir R$380, seguro/ano de uma motocicleta que a fipe informava valer R$3.000 é algo próximo de roubo. E quem pratica roubo não é outra coisa senão bandido.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

%d blogueiros gostam disto: