Scalco, cidadão de CuritibaVinte e oito anos depois de ter sido agraciado com o título de Cidadão Honorário do Paraná pela Assembleia Legislativa, o ex-ministro Euclides Scalco receberá o diploma na próxima segunda-feira (16) em solenidade marcada para o Salão Brasil da prefeitura municipal de Curitiba.

A inusitada transferência do local de entrega da honraria, do plenário da Assembleia para a sede da prefeitura, tem explicação: o autor da proposta de concessão do título, em 1991, foi o então deputado estadual Rafael Greca, hoje prefeito da capital. Desde então, inúmeras razões provocaram o adiamento, até que, na semana passada, o deputado Michele Caputo (PSDB) propôs o novo roteiro da homenagem.

Scalco é gaúcho de Nova Prata, mas radicou-se no Sudoeste do Paraná na década de 1950. Farmacêutico de profissão, iniciou sua vida política como prefeito de Francisco Beltrão, elegendo-se depois sucessivamente deputado federal e deputado Constituinte (de 1979 a 1988), sempre pelo MDB.

Juntamente com o ex-governador José Richa – em cuja gestão exerceu o cargo de chefe da Casa Civil -, Scalco foi um dos líderes da dissidência emedebista que deu origem ao PSDB. No governo de Fernando Henrique Cardoso, foi chefe da Casa Civil e ocupou também a Secretaria-Geral da Presidência da República, além da diretoria-geral da Itaipu Binacional.

Afastado da política desde 2003, Scalco não deixou de ter participação em importantes atividades sociais e comunitárias, como a presidência da Associação Amigos do Hospital de Clínicas.