Deputados estaduais  do Paraná receberam no fim de novembro último um e-mail com uma ameaça de morte, de acordo com o presidente da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), deputado Ademar Traiano (PSDB).

Segundo um boletim de ocorrência (BO) registrado pelo procurador-geral da Alep, Luiz Ferando Feltran, vários deputados receberam a mesma mensagem no dia 28 de novembro, cinco dias antes da sessão em que estava prevista a votação da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) da reforma da Previdência estadual, bem como dois projetos de lei sobre o meso tema. De acordo com o BO, a mensagem era assinada por um perfil falso.

Dizia a mensagem: “Se a reforma da previdência do Paraná for aprovada, serei obrigado a realizar um plano de extermínio de vossas excelências e suas proles [ou seja seus filhos]. Mas, somente para aqueles que votarem a favor desse absurdo proposto pelos governos liberais [federal e estadual]. Sem mais delongas e historinhas para que vocês reflitam sobre isso. Deixo aqui meus cumprimentos àqueles que são contra esse absurdo”.

Investigação –  O crime está sendo investigado pelo Núcleo de Combate aos Cibercrimes. “Eu acho isso uma atitude criminal que, lamentavelmente, ainda dentro do dos movimentos orquestrados de cunho politico ideológico tentam amedrontar e aterrorizar os senhores deputados no exercício livre do direito legitimado pelo voto popular em defesa da democracia”, afirmou Traiano.Em virtude da ameaça, Traiano pediu reforço da segurança na Alep. (Com informações do G1 Paraná).