Rosângela Moro pode ficar fora

Reprodução de O Antagonista

O site O Antagonista publica nota que diz não ser verdadeira a informação de que Rosângela Moro – mulher do futuro ministro Sergio Moro – ocupará algum cargo no governo de Ratinho Jr. O site não diz se foi a própria Rosângela que desmentiu.

A verdade é que seu nome da advogada e defensora de movimentos de defesa de pessoas com deficiência foi cogitado pelo deputado Ney Leprevost, futuro secretário da Justiça, Trabalho e Família, como importante para cumprir papel decisivo na área da família e desenvolvimento social – antes comandada, em secretaria própria, pela ex-primeira dama Fernanda Richa.

A resposta de Rosângela a Leprevost é esperada para segunda-feira (17).

Amigo pessoal do casal Moro e alinhado com as ideias do futuro ministro, uma das primeiras declarações de Leprevost após ser indicado para a secretaria, na última sexta (14), foi a de que pretende, atuar afinado com as ações do ministério.

 

2018-12-15T18:53:59+00:00 15 dezembro - 2018 - 18:53|Brasil, Paraná, Política|0 Comentários


Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Contraponto. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Contraponto se reserva os direitos de não publicar e de eliminar comentários que não respeitem estes critérios.

Deixe uma resposta