Já está no Tribunal Regional Federal da 4.ª Região (TRF-4), em Porto Alegre, o processo com a sentença de primeira instância que condenou o ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva (PT) pela segunda vez na Lava Jato. Lula recebeu pena de 12 anos e 11 meses, por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, no processo do sítio de Atibaia.

A sentença foi proferida pela então juíza substituta da 13.ª Vara Federal de Curitiba, Gabriela Hardt, antes de Luiz Antônio Bonat assumir a vaga de Sérgio Moro. A decisão em primeira instância precisa passar pelo julgamento do colegiado de desembargadores da 8.ª Turma do TRF-4. Não há previsão para esse julgamento.

A partir da chegada da sentença no TRF-4, o relator do caso no Tribunal, João Pedro Gebran Neto, deve abrir prazo para manifestações dos réus. Depois, é o Ministério Público Federal, autor da denúncia, quem se manifesta.