Privatização dos Correios deve encontrar resistência na Câmara

COMPARTILHE:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp

pesar de o governo ter conseguido aprovar na Câmara o pedido de urgência do projeto de lei que permite a abertura de capital dos Correios, o mérito da proposta ainda deve demorar a ser pautado em plenário. A urgência foi aprovada por 280 votos a 165. A pressão para barrar a venda ou transformação da estatal em uma empresa de economia mista será muito maior daqui para a frente.

O vice-presidente da Câmara, deputado federal Marcelo Ramos (PL-AM), avaliou que, aprovada a urgência da proposta, é preciso esperar um pouco. “Não dá para dizer que é um tema que vai estar na pautar amanhã. O esforço é para pautar ainda neste semestre”, afirmou.

O relator do projeto, deputado Gil Cutrim (Republicanos-MA), já adiantou que seu parecer será favorável à privatização. Nessa quinta-feira (22) ele iniciou as conversas com os setores envolvidos e durante a tarde se reuniu com a Associação dos Profissionais dos Correios (Adcap). O parlamentar disse que a conversa com a organização foi amistosa e que coletou “dados essenciais” para seu relatório.

“A prioridade é ouvir as entidades de classe, sociedade civil, setor produtivo, os servidores, funcionários dos correios e os líderes partidários. Após essa fase, podemos falar em votação do mérito”, disse, sem dar uma previsão de quando finalizará seu parecer. (Do Congresso em Foco).

Deixe uma resposta