Quase 66% dos trabalhadores brasileiros consideram que os funcionários públicos não deveriam contar com o privilégio de aposentadoria integral, recebendo o último salário de quando estavam na ativa. Os segurados da iniciativa privada se aposentam com no máximo o valor equivalente a 80% de 10 salários mínimos, embora tenham contribuído com muito mais. Apenas 28,7% concordam que os servidores se aposentem com salário integral.

Este é um dos resultados da nova sondagem de opinião do instituto Paraná Pesquisas, realizada em 26 estados, envolvendo 2.006 entrevistas, no final do ano passado. A divulgação dos resultados se dá no momento em que o governo Jair Bolsonaro se prepara para apresentar sua proposta de reforma da previdência.

O Paraná Pesquisas também aferiu a opinião dos entrevistados quanto a uma mudança importante no sistema previdenciário – isto é, a implementação de uma fórmula pela qual os segurados podem definir com quanto querem se aposentar e contribuam, de modo particular, com a alíquota correspondente. Concordam esta fórmula 63% dos entrevistados.

Veja aqui a pesquisa na íntegra: