Prefeitos prorrogam mandato da diretoria da Associação dos Municípios do Paraná

COMPARTILHE:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp

Em assembleia geral ordinária, a Associação dos Municípios do Paraná (AMP) prorrogou nessa quinta-feira (5) o mandato da atual diretoria, encabeçada pelo prefeito de Pérola, Darlan Scalco (foto). Durante a assembleia também foram debatidos vários temas, como  a nova distribuição do ISS – Lei Federal 175/20 – e a compensação financeira entre os fundos previdenciários.

Darlan Scalco agradeceu pela participação de todos e pelo apoio dado à AMP e às prefeituras tanto pela Confederação Nacional de Municípios (CNM ) quanto pelo Governo do Estado e pelo Instituto Paulo Ziulkoski (IPZ). Lembrou da grave crise enfrentada pelo Brasil, que ainda vai demorar a ser equacionada. Por isso, defendeu uma mudança do Estatuto da AMP, prolongando o mandato da Diretoria por um ano, para fazer uma transição adequada aos novos prefeitos neste momento difícil enfrentado pelas prefeituras. “Precisamos de mais tempo para passar o bastão para as prefeituras no primeiro ano de mandato dos novos prefeitos. Isso é importante para garantirmos a união que temos neste momento e ajudarmos os novos prefeitos na gestão dos seus municípios”, comentou.

O presidente da CNM, Glademir Aroldi, lembrou que o momento de crise provocado pela covid-19 exigirá esforço dos prefeitos. “Controlada a situação da pandemia, não teremos imediata recuperação da economia. Lembrou dos 27 pontos apresentados pela CNM ao Governo Federal para o enfrentamento da crise. E afirmou que a queda de arrecadação dos municípios ate o final do ano deverá ser de R$ 72 bilhões, enquanto o valor da recomposição ficará em torno de R$ 60 bilhões. “O Congresso tem nos ajudado a vencer a crise, mas o momento é difícil”, comentou.

O secretário estadual do Desenvolvimento Ubano, João Carlos Ortega, destacou a parceria da AMP com a sua pasta e o Governo do Estado. “Esta parceria tem dado frutos, em benefício dos municípios do Paraná, mesmo em meio a uma pandemia, que fechou empresas e provocou perdas de empregos. Só vamos retomar a economia se trabalharmos juntos”, disse.

O presidente do IPZ, Paulo Ziulkoski, comentou que está colaborando no sentido de encaminhar soluções aos municípios do Paraná e do Brasil. Lembrou que foi presidente da CNM por 21 anos, inclusive como ex-prefeito, condição que segundo ele garante a independência do cargo e facilita a execução do cargo. “A AMP terá que estar preparada para atender aos prefeitos novos”. Ele destacou o fato de vários presidentes de associações estaduais serem ex-prefeitos e enalteceu a relação excelente de Scalco tanto com o Governo do Estado quanto com o Governo Federal.

Deixe uma resposta