Prefeito de Campo Largo morre por complicações da covid-19

COMPARTILHE:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp

O prefeito reeleito de Campo Largo, na Região Metropolitana de Curitiba, Marcelo Puppi (DEM),61 anos morreu, na madrugada desta quinta-feira (7), por complicações do novo coronavírus. As informações são do Hospital do Rocio, onde Puppi estava internado desde o dia 25 de novembro. Ele deixou esposa e filhos. A informação é do portal Bem Paraná.

Puppi testou positivo para a covid-19 em 24 de novembro, foi internado no hospital no dia 25 e no dia 28 foi transferido para a UTI. No dia 14 de dezembro, Puppi precisou ser entubado após apresentar piora no quadro respiratório devido à doença, e na última terça-feira (5) retornou para o coma induzido.

A primeira-dama do município, Daniela Corsini Puppi, também ficou internada após ser diagnosticada com a covid-19, mas teve alta hospitalar já no dia 28 de novembro.

Marcelo Puppi nasceu em Campo Largo em 2 de julho de 1959. Era formado em Direito pela Universidade Federal do Paraná (UFPR).

Trabalhou na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), foi chefe de gabinete da Primeira Secretaria e subchefe da Casa Civil do Governo do Paraná – cargo que ocupou até 1998, quando se tornou assessor especial do governo.

De acordo com o Bem Paraná, Puppi colaborou com o Instituto Friedrich Naumann, onde ficou de 2002 a 2004, quando se candidatou a vereador e foi eleito; presidiu a presidência da Câmara e nas eleições de 2020, Marcelo Puppi recebeu 21.566 votos (39,26%) e foi reeleito prefeito da cidade. No dia 1º de janeiro, ele tomou posse no hospital.

O vice-prefeito Maurício Rivabem (PSL) vai assumir o cargo.

Deixe uma resposta