Paraná fecha parceria com a China para testar e produzir vacina contra Covid-19

O governo do Paraná fechou uma parceria de cooperação técnica e científica com a China que permitirá a testagem e a produção de vacina contra a Covid-19 no Estado, por meio do Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar).

O acordo foi confirmado nesta segunda-feira (27) pelo governador Ratinho Junior em reunião por videoconferência com dirigentes do laboratório Sinopharm, empresa estatal chinesa, e o ministro-conselheiro da Embaixada da China no Brasil, Qu Yuhui.

O governador explicou que agora um grupo de trabalho será formado entre as partes para discutir detalhes técnicos da parceria, como a elaboração do termo científico regulatório e protocolo de validação por parte da Secretaria de Estado da Saúde.

A intenção, destacou o governador, é que o Paraná seja incluído na terceira fase de testagem da vacina experimental da Sinopharm, que começou neste mês nos Emirados Árabes Unidos com a participação de 15 mil voluntários. Segundo a estatal chinesa, as duas primeiras fases de testes, já encerradas, tiverem 100% de positivação e sem reação adversa grave.

Os representantes do Paraná no grupo serão o chefe da Casa Civil, Guto Silva; o presidente do Tecpar, Jorge Callado; o superintendente-geral de Ciência Tecnologia e Ensino Superior do Paraná, Aldo Bona; e o diretor-geral da Secretaria da Saúde, Nestor Werner Júnior.

“O objetivo do Paraná é fazer a terceira fase do teste aqui no nosso Estado e, com a aprovação por parte da Anvisa e do Ministério da Saúde, a produção da vacina elaborada pela Sinopharm através do Tecpar”, afirmou Ratinho Junior.

Ele reforçou que o acordo estabelece a troca de tecnologia, pesquisa e ciência, fazendo do Paraná um polo para o Brasil e América do Sul para a produção e distribuição da vacina. Liu Jingzhen, presidente do grupo, disse que a farmacêutica espera finalizar os testes em estágio avançado em humanos em até três meses.

1 COMENTÁRIO

  1. Ratinho tá atrasado mas tudo bem, sra que o jornal tem com investigar pq a tecoar par a pode produzir os testes com base na tecnologia de testagem rápida com 100% de acerto desenvolvida por umprof de biologia da ufpr litoral?
    Santo de casa faz milagre, a menos que exista um a razão jurídica muito forte que uma emenda do governador não pudesse ser solucionada nessa Síria ao se guerra, que motivo tem ratinho para não ter investido nos testes da ufpr?
    Dez reais, 15 minutos e 100% de acerto.
    Tá ruim?
    Tem que demorar ser importado e custar caro?
    Explicações, aos leitores e cidadãos, pf

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

%d blogueiros gostam disto: