O empresário, fotógrafo e trineto de Dom Pedro II, João de Orleans e Bragança, disse ao jornal Folha  de S.  Paulo que tem “pena” do seu primo e deputado federal Luiz Philippe de Orleans e Bragança (PSL-RJ) “por ele ter se metido com esse nível de gente”, referindo-se à ala apoiadora do presidente Jair Bolsonaro na Câmara dos Deputados.

“Olha o baixo nível. O nível de discriminação”, afirma Joãozinho, como é conhecido, que também é chamado de príncipe, como o primo. “É gente desqualificada para lidar com a ‘res publica’, a vida pública. Gente que não poderia estar na política participando do destino do Brasil”, declarou ele à coluna da jornalista Mônica Bergamo.

Em referência à supostas fotos íntimas que fizeram Bolsonaro desistir de ter Luiz Philippe como vice, Joãozinho afirma que está ao lado dele em meio a “essa fofocada” e não interessa se ele é gay ou não. “Se eu fosse dar um conselho seria o de ele se afastar dessa gente”.