Osmar Dias: atrapalhado, mal humorado e consolidado

(por Ruth Bolognese) – Já existe um mantra no meio político do Paraná sobre o ex-senador Osmar Dias, candidato ao Governo em 2018: ele só perde as eleições se quiser. E ele parece querer. Por enquanto, o principal adversário de Osmar Dias chama-se Osmar Dias.

A detalhada pesquisa da Paraná Pesquisas, especial para a Gazeta do Povo e divulgada ontem, confirma o mantra. Tabulada nos últimos dias, durante os quais Osmar Dias só se atrapalhou nas chamadas articulações políticas, quase não saiu de Curitiba e não produziu grandes notícias, a pesquisa mostrou que seus eleitores não arrefeceram. Está consolidado na faixa dos 30% dos votos e, se for para o segundo turno com Ratinho Junior, leva.

Enquanto isso, o deputado Ratinho Junior fez barulho pelo Paraná, aonde chega às cidades a bordo do Jatinho do pai e assessorado por gente preparada. Reuniu prefeitos e vereadores, como se estivesse em plena campanha eleitoral, e distribuiu simpatia e vigor juvenil. Colheu aumento da rejeição.
O Paraná inteiro sabe que o Urtigão é zero bom humor, zero simpatia e zero paciência. O Paraná conhece, também, aquele irmão mais velho dele, que sempre colocou seus próprios planos como prioritários na política. E o Paraná assistiu, há menos de 20 dias, a manobra mandrake do senador Roberto Requião por cima dele, tentando fechar um pré-acordo eleitoral para aumentar seu território de influência.

Osmar Dias é do PDT, um partido minguado, sem tempo de TV e sem estrutura para enfrentar a campanha eleitoral. Os tempos em que o PT, na figura da senadora Gleisi Hoffmann, garantia estrutura, militantes e apoio político estão no passado. E se sonhar com um candidato a vice para um help básico no ano que vem, Osmar Dias tem que bater na madeira 9 vezes: suas duas escolhas anteriores foram desastrosas.

Pelo jeito, 2018 vai ser um pega-pra-capar, essa referência antiga ao difícil hábito de se agarrar um porco assustado e agilíssimo para lhe cortar os bagos.

Mas é o exemplo da hora para o Urtigão.

5 COMENTÁRIOS

  1. Eu sempre leio o que vc escreve, aprecio. Mas vc está equivocado no paragrafo final. Penso que vc deveria estudar melhor o perfil e a formação de Gustavo Fruet, ele é o mais socialista dos prefeitos que tivemos nos últimos tempos e fez uma verdadeira luta para governar um município com custos e despesas elevadas somente com um orçamento travado por vários processos judiciais, prejudicado por um governador, este sim classificado fácil de filhinho de papai, sem aumentar nenhum imposto.
    Fruet é um pensador estratégico, visionário em sustentabilidade, garantir cidades sustentáveis passam pela renovação de pensamento (pode ver se nao é isso que é ensinado no curso de urbanismos da PUC) Não temos como fabricar dinheiro para o serviço público, ele tomou decisões como: não vou subir o ibti, nao vou subir o iptu, nao vou subir o ISS, e outras como: vou manter as creches e escolas municipais impecáveis, vou equipar e fomentar reciclagem nos postos de saúde ,vou manter as farmácias abastecidas e vou tornar competitivo o salario do medico do SUS, aumentou o salario dos funcionários municipais, ia na rua da cidadania discutir o orçamento, implantou a via calma e conseguiu redução de 38% dos acidentes só no primeiro ano e esse numero se tornou crescente pela mudança de pensamento, favoreceu o uso de todos modais de transporte, como bicicletas por exemplo, rota exclusiva para ônibus favorecendo o coletivo, ele trabalhou a qualidade e a variedade dos mercados municipais de bairro, em toda a cadeia produtiva, focado em regularidade social, ambiental, economica e no combate à fome, enfim, tudo o que vc sendo aplicado em países que estão atentos com a sustentabilidade, e por favor considere o sentindo amplo da palavra, e buscou para Curitiba. Ele é advogado, com mestrado e doutorado em direito social, e ele nasceu de um pai e mãe que tinham dinheiro, mas se vc conhecer a mae dele, vc verá que ele realmente nao é e nao foi criado como um mauricinho. Ele é uma pessoa focada em políticas públicas e desenvolvimento de uma sociedade justa, em cada palavra isso é nítido e ele sempre ia na rua da cidadania discutir com as pessoas sobre o orçamento, sobre as decisões, eu passei a admirar muito ele , como pessoa, como político, como profissional. Ele nao fez a quantidade necessária para o segundo turno, realmente nao fez, pq o Curitibano de classe media alta e média estava mais interessado em asfalto, não estava interessado em ter de mudar o pensamento para entender que temos pouco e temos que fazer o melhor com esse pouco até que possamos recuperar a cidade do caos financeiro que havia no janeiro de 2013 herança do governo dutti/richa. Fruet é um grande cara, ele tem competencia, atitute e habilidades. Aposto que se investigar todas as propostas de lei que ele precisou apresentar na camara de curitiba, pq nao tinhamos e nao temos vereadores decentes e com um minimo de massa cinzenta (ok agora temos uns 5 com bom quoeficiente) , vc verá Fruet com outros olhos. Veja o que foi dito no ultimo encontro em Paris, ONE World e vc verá que Fruet tem o perfil de liderança política descrita como a desejável para atravessarmos nossos desafios globais e termos esperança de prosperar. Eu baixei as armas e fui coletando informações, como colaboradores e com os projetos expostos e implantados. Eu aprovo a politica e voto nele.
    Só que ele é meio timido e nao é o politico mentiroso tradicional, ele nao investiu em propaganda por exemplo e nós falamos falamos e falamos mas adoramos um puxa saco, um tapinha nas costas e um sor isso falso, Fruet nao faz isso, ele enfrentou as máfias das empresas de manutenção de serviços em curitiba, desde a de cameras de lombadas eletronicas, onibus e até do lixo, enfretou o canalha com relação às passagens e sempre foi honrado e corajoso…mas nós gostamos de reclamar e quando vemos a luta que é enfrentar isso, devemos somar soldados e ajudar. O curitibano , uma boa parte percebeu tudo isso e votou nele e sim os votos de pessoas mais comprometidas ficou dividio entre o pt (acho que o Veneri foi o candidato), o Fruet e o Leprevost e elegemos o mentiroso e agora, algoz. Enfim…isso que eu chamo mais do mesmo. Osmar … cavalo encilhado. Corre.

  2. Amigos as chances do Osmar são muito grandes. Principalmente pelos adversários que para variar, são mais do mesmo. Qual a diferença entre o Ratazaninha ou a atual vice? Ou do presidente da FIPR? Nenhuma. Vai mudar apenas o tipo de baboseira. O trabalhador, o pequeno produtor e o pequeno empresário vão seguir pagando a conta. E como sempre vão esconder a falta de projetos viáveis atrás daquela disputa ideológica fajuta de ser contra o Lula e o PT.
    Bom eles pegarem a senha pois para ser “anti” tem muita gente. A questão do Osmar então vai ter que ser “a favor “. A Favor da baixa dos pedágios indecentes, da redução do ICMS, a favor da regulamentação final da posse da terra, a favor da transparência das contas e das licitações, nomeações e tudo que envolver grana no PR. Sem contar o posicionamento firme contra o desmonte do estado feito pela quadrilha do temer e do qual o PDT nunca fez parte.
    Por falar em PDT, há que se entender que não é um partido socialista, mesmo tendo sido fundado fora do Brasil com um perfil “trabalhista”, mas também não é pequeno burguês como as vezes querem que ele seja. Quem fundou o partido foi o Brizola em Portugal, após ter tomado uma volta do Golbery, dando a legenda do antigo PTB para a Ivete Vargas. E hoje teria o Ciro como candidato.
    A questão do vice e da inércia da campanha do Osmar passam por aí. Se ele abraçar uma campanha de oposição ao temer, de defesa da democracia, de apoio a revisão das maldades e se propor a fazer um governo melhor que o Requião e do richa e tentar diminuir o atraso, vence fácil do 1º turno.
    Vice no Brasil demonstrou-se um problema. Seria uma forma de “oficializar” uma união política, mas pode ser uma armadilha. Para o Osmar e para o PR, melhor ter um vice do PMDB, o que confunde pois existem vários PMDBs no PR assim como no Brasil. E pediria muito de coração para o PT PR não embaçar e apoiar desde a largada sem pedir PN em troca fora o apoio ao PT na campanha Presidencial, o que não é impossível visto que já está dito pelas executivas dos partidos que cada estado é um estado.
    E desculpe, Fruet rebaixa a chapa. Tira um perfil de oposição e de combate ao que é o PR de hoje para colocar um mauricinho que não traz voto nem em Curitiba onde perdeu por suas próprias pernas e sem possibilidade de culpar o PT a quem nunca deu espaço, para, imaginem, greca e leprevot

  3. Aha Mariana…muito esperta a sua pergunta. Eu proponho ao Osmar que coloque o jovem Fruet como vice. Um agronomo, outro advogado. Isso cheira bem, pois em comum eles tem a honestidade.

  4. VC leu a biografia de Abrahan Lincoln? Ele estava na oitava tentativa à ocupar a presidência do EuA e ao ser entrevistado a joranlista perguntou : … “_com os números apontando favoravelmente ao senhor, com a população, a imprensa, o comércio, enfim com todos apoiando sua candidatura e eleição, o que ou quem pode impedi-lo de chegar à presidência?”
    Reza a biografia que Lin tirou um espelhinho do bolso (comum na época carregar espelho e pente para estar sempre apresentável) e mirou-se no objeto, olhou para a repórter, apontou para o seu reflexo e respondeu: “_Ele, ele pode me impedir de conquistar a presidência.” Muito ciente de que era humano e sujeito a erros, ele mesmo era o cabo eleitoral que exigia mais cuidado na exposição da candidatura. Aprenda com ele Osmar, eu até vou com a sua cara, e dada a sua honestidade, eu voto em vc também…a pesquisa reflete esse anseio do inconsciente coletivo: pelo amor de Deus um candidato que olhe por todos e que seja prioritariamente honesto…o senhor além de honesto é meio experiente e a idade ajuda, sei que vc quer deixar um bom legado. Sua chance…suba no cavalo. E livre-nos daqueles, vc sabe quem.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui