Ogeni na Urbs tem missão diplomática: negociar com as concessionárias

Rafael Greca aposta na capacidade diplomática do novo presidente da Urbs – ainda não empossado oficialmente – Ogeni Maia Neto, para convencer as concessionárias do transporte coletivo a desistir da ação que movem na Justiça e que lhes tem garantido a não renovação da frota sucateada. Se conseguir a proeza, o prefeito terá cumprido uma das mais emblemáticas promessas de campanha, muito embora esta questão (a da renovação da frota) nem seja a mais importante para devolver o sistema à sua antiga fama de eficiência.

De novo, vai ficar na aparência – algo parecido com a limpeza das estátuas e monumentos da cidade. Estão mais limpos e lustrosos, mas nem por isso saíram do lugar ou melhoraram a qualidade de vida dos curitibanos.

O transporte público está a merecer soluções mais profundas, estruturais, e sobre isto Greca pouco fala – a não a ser sobre a volta da integração metropolitana, que também ficou apenas na promessa por não encontrar nos empresários e na própria sistemática de funcionamento disposição para o retorno. Mesmo porque, ainda que a passagem esteja hoje em R$ 4,25, a reintegração continuaria exigindo subsídios públicos.

Greca espera de Ogeni soluções rápidas para pelo menos estes dois problemas. Ele já começou a trabalhar: na sexta-feira, afastou três diretores estratégicos (e experientes) da Urbs. Seria o começo?

5 COMENTÁRIOS

  1. Só tem um detalhe: a concessionária do transporte coletivo é a própria URBS. As empresas são contratadas e dependem da fixação da tarifa. Não existe milagre.

  2. As empresas de onibus estão perdendo passageiros para o Uber e para os taxis, porque o preço da passagem está muito acima do razoável. Ontem pedi um táxi para uma corrida de uns quatro quilômetros e com o desconto a corrida saiu por $ 12 reais. Mais barato do que três passagens de ônibus. Desse jeito o sistema vai quebrar e as empresas ainda vão entrar na justiça para garantir o tal “reequilíbrio financeiro dos contratos”, que vai acabar sendo pago pela sociedade, nesta terra do capitalismo sem riscos.

  3. A diplomacia esperada , pelo que se noticia é referente a renovação de parte da frota já sucateada.
    Então se esta diplomacia funcionar como estão dizendo por aí , onde o novo presidente negociaria com os empresários para que desistissem da ação que resultou na liminar “infindável” seria uma possivel abertura daquilo que os “empresários” deejavam.
    Poisa bem, se isso ocorrer, méritos para o “dipolomata”, porém, presida ter transparência na negociação.
    A Câmara Municipal e o TCE presisam estar alertas.
    Tem outro porém, se e sempre no campo do se isso ocorrer, , também no campo da pergunta , como fica a situação dos usuários do ônibus que até agora pagaram a conta em razão do aumento da passagem que deveria suprir a trocas dos ônibus pela data vencida, teriam ou não direito de acionar os empresários porque até hoje , conforma o que é dito e cantado em prosa e verso, a frota não foi renovada por causa da liminar e a justiça não revoga tal instrumento.
    Será que a população mais uma fez vai contribuir para uma “brincadeira”
    Caso não exista sucesso do “diplomata”, voltamos a procurar outros culpados, pos até agora, foi a gestão passada, o ex presidente da URBS, a ex diretoria da URBS por inércia, o “Doutor Desembargador que não derruba a liminar”, (frase do prefeito), em suma o que acontece com o usuário do transporte coletivo da cidade. Parece que decorridos 1/4 da gestão a população , principalmente dos eleitores do prefeito ( mais de 450 mil) já não necessita de explicações e de achar culpados, precisa sim de soluções e cumprimento das promessas de campanha.

  4. A exposa (ex-esposa) de um secretário municipal anda nos últimos dias com um sorriso de orelha a orelha, aguardando ansiosa a divulgação da nova diretoria da Urbs…

  5. O Lula e o pessoal que esta na Lava Jato deviam contratar os advogados que atendem tanto as concessionarias de transporte quanto as empresas do pedagio do PR. Fazem os melhores contratos que nunca podem ser ao menos reformados e sempre conseguem na Justiça o que lhes interessa. Ou seja são bons paca… A Petrobras e todas as empresas idem ja que seus contratos são a quinta essência do ato juridico perfeito.
    Enquanto isso em Brasilia, a Constituição virou um queijo com furos e ratos querendo comê-la.
    Me engana que eu gosto… isso é para ingles ver. Quer quebrar a liminar? Vai pra rua e chama o povo pra acampar na frente da casa dos gulin e abre a caixa preta da URBS e refaz todas as licitações que tem cara de serem viciadas. Ou alguem acredita que o richa fez uma licitação para fazer o correto?
    Ate la é pura demagogia que o curitibano , quando vem da direita, tanto gosta…
    Detalhe: Onibus em Niterroi R$ 3,90 , com ar refrigerado, , e entrada de usb pra recarregar celular e alguns ja com Hi-Fi. e em estado muito melhor que os de Curitiba; Onibus no Rio R$ 3,80 e onibus em melhores condições tambem. Quem duvida vai la ver…

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

%d blogueiros gostam disto: