O dia em que Boris Johnson foi à “ceilândia” de Londres

COMPARTILHE:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp

O primeiro-ministro inglês, Boris Johnson, padece numa UTI de Londres, vítima do coronavírus. Embora seu estado não seja considerado grave, não deixa de ser uma situação preocupante, não apenas por sua condição humana mas também pelo fato de ser um chefe de estado com altas responsabilidades na condução do próprio país e da Europa.

Bonachão, quando dos primeiros casos da epidemia foram registrados na Inglaterra, Johnson dizia que o coronavírus não o preocupava, que quarentena era dispensável. Que continuaria sua vida normal, apertando mãos, abraçando, conversando com as pessoas. Não demorou muito para que sentisse os primeiros efeitos, ainda leves, de que havia contraído a doença. Fez um curto isolamento e voltou a se comportar como antes.

Comportamento que o leva a fazer compras em apertados mercadinhos vizinhos, manusear compras, contar cédulas, tirar selfies, andar de bicicleta… – como mostra o vídeo abaixo, com cenas parecidas com as registradas num recente domingo de manhã na cidade satélite de Ceilândia, Distrito Federal.

Os sinais iniciais leves apresentados por Boris Johnson evoluíram perigosamente. Um alerta para quem não toma cuidados.

Deixe uma resposta