Morre Severino Cavalcanti, ex-presidente da Câmara, pioneiro do mensalinho

COMPARTILHE:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp

O ex-presidente da Câmara dos Deputados Severino Cavalcanti (PP-PE) morreu na manhã desta quarta-feira (15) em Recife, aos 89 anos. A causa da morte não foi divulgada. O enterro deve ocorrer ainda hoje em sua cidade natal, João Alfredo. Além de prefeito do município, Severino foi deputado estadual sete vezes e federal por três mandatos.

Renunciou ao último deles em 2005, quando era presidente da Câmara, para escapar de um processo de cassação. Ele chegou ao comando da Casa em fevereiro daquele ano após surpreendente vitória sobre o candidato do então presidente Lula, Luiz Eduardo Greenhalgh (PT-SP), aproveitando-se de uma divisão interna do PT. O pernambucano era considerado um dos líderes do chamado baixo clero.

Severino abriu mão da presidência e do mandato em setembro de 2005 depois de ser acusado de cobrar R$ 10 mil por mês do dono de um restaurante que funcionava na Câmara em troca da manutenção da cessão do espaço. O episódio ficou conhecido como mensalinho. O ex-deputado tentou voltar ao Congresso, mas sem sucesso.

Deixe uma resposta