Ministro libera ao TCU mensagens roubadas da Lava Jato para investigar Moro

COMPARTILHE:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Ricardo Lewandowski liberou nesta quarta-feira (3) ao Tribunal de Contas da União as mensagens roubadas da Lava Jato e obtidas pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na Corte.

O  ministro do TCU Bruno Dantas pediu o material para investigar um suposto conflito de interesse na contratação do ex-juiz federal e ex-ministro da Justiça e Segurança Pública Sergio Moro pela consultoria Alvarez & Marsal, que administra a Odebrecht no processo de recuperação judicial.

Dantas diz que Moro pode ter atuado “nos dois lados do balcão”, primeiro por homologar o acordo de leniência da empresa, o que, na visão do ministro, pode ter contribuído para sua derrocada; e depois, na administração judicial.

Também suspeita que, na contratação, a Alvarez & Marsal possa ter comprado informações privilegiadas, em razão da atuação do ex-juiz nos acordos.

Moro já esclareceu que não atuará na área advocatícia da Alvarez & Marsal, nem em casos de conflito de interesses. (De O Antagonista).

 

Deixe uma resposta