Ministro do STF abre inquérito sobre Pazuello

COMPARTILHE:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Ricardo Lewandowski autorizou no início da noite desta segunda-feira (25) a abertura de inquérito contra o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello. O pedido de investigação foi feito no último sábado (23) pelo procurador-geral da República, Augusto Aras, para apurar se o ministro pode ser responsabilizado criminalmente pelo colapso no sistema de saúde de Manaus.

Foi fixado prazo de 60 dias para a conclusão da investigação. Lewandowski também autorizou que a Polícia Federal (PF)  tome o depoimento de Pazuello cinco dias após sua intimação. Ele poderá combinar local, dia e hora do interrogatório.

A investigação foi pedida à PGR pelo Cidadania, que apontou omissão do ministro no caso. Com base em documentos do próprio Ministério da Saúde, o partido disse que Pazuello sabia, com ao menos 10 dias de antecedência, que a rede hospitalar no Amazonas poderia entrar em colapso, com aumento expressivo de casos da covid-19 desde dezembro passado.

Aras só resolveu pedir a investigação após pressão interna no Ministério Público Federal. Inicialmente, a PGR divulgou nota afirmando que caberia ao Legislativo responsabilizar Jair Bolsonaro pela condução do combate à pandemia.

Após cobranças dos colegas, o procurador-geral pediu o inquérito sobre Pazuello no sábado. Citou, no pedido, a recomendação e a distribuição, pelo ministério, de hidroxicloroquina, para o tratamento precoce da Covid-19 na população de Manaus.(De O Antagonista).

 

Deixe uma resposta