Ministro critica decisão judicial que facilitou fuga de chefe do PCC no Paraná

COMPARTILHE:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp

Futuro presidente do Supremo Tribunal Federal (‘STF), o ministro Luiz Fux ficou irritado com a informação de que o chefe do PCC no Paraná, Valacir de Alencar, condenado a 76 anos, foi posto em regime domiciliar por causa do coronavírus e… fugiu. As informações são de Robson Bonin,  da revista Veja.

Para Fux, a Justiça deveria analisar com rigor os casos. “Antes de qualquer decisão, uma análise criteriosa deve ser feita pelos juízes. A liberdade de um preso não pode colocar em risco a segurança da sociedade e gerar uma crise na segurança pública. Traficantes não fazem parte do grupo considerado violento ou de grave ameaça, mas são os autores de crimes bárbaros. O Conselho Nacional de Justiça ‘recomendou’ – e não ‘determinou’ – a liberação dos presos em regime semiaberto. Essa orientação não pode ser distorcida”, diz Fux.

Deixe uma resposta