Marcha da Educação é protesto contra Bolsonaro

A manifestação contra o presidente Jair Bolsonaro, marcada para a tarde desta sexta-feira (10) em Curitiba, vai reunir estudantes, professores, técnicos, integrantes da comunidade interna e externa de universidades e institutos federais. O ato leva o nome de ‘Marcha pela Educação’. O protesto foi marcado logo após a confirmação da vinda do presidente à capital paranaense, em continuidade às manifestações da noite de quarta-feira (8).

Os manifestantes devem se concentrar às 15h30 na Praça Santos Andrade, em frente ao prédio histórico da Universidade Federal do Paraná (UFPR), e seguir às 16h30 em direção ao Palácio Iguaçu, sede do governo estadual, onde Bolsonaro deve estar no fim da tarde.

A previsão de protesto de estudantes deve elevar o contingente de policiais na região do Centro Cívico, já que há previsão de adesão considerável de manifestantes. A presença de Bolsonaro se dá em um momento de efervescência do movimento estudantil no Paraná.

O Diretório Central do Estudantes (DCE) da UFPR deve fazer uma reunião ainda nesta quinta-feira (9) com representantes dos centros e diretórios acadêmicos da instituição e outras federais para discutir a organização de um movimento permanente em defesa da universidade pública.

Uma assembleia-geral foi marcada para a próxima segunda-feira (13), na Reitoria. “A ideia é que a gente aprove um calendário de ações tanto dentro quanto fora da universidades, com outras atividades que a gente vai desenvolver. Além disso, a posição oficial do DCE sobre os cortes”, afirma o secretário-geral do DCE-UFPR, Matteus Henrique de Oliveira.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

%d blogueiros gostam disto: