Luto: Paraná perde dois grandes educadores

A educação do Paraná perdeu neste fim de semana dois de seus grandes expoentes: o professor Samuel Lago, um dos fundadores do curso/colégio Positivo, e a soeur Maria Cristina, a freira que por 64 anos dirigiu o tradicional Colégio Sion, de Curitiba.

O blog do jornalista Reinaldo Bessa resume as biografias de ambos:

IRMÃ MARIA CRISTINA

Luto: Paraná perde dois grandes educadores

Morreu neste domingo (14) a Irmã Maria Cristina, diretora do Colégio Nossa Senhora de Sion, no Batel. Martha Marques, seu nome de batismo, era conhecida como “Soeur” Cristina e estava com 89 anos. A morte, de causas naturais, ocorreu no Colégio Sion, onde ela morava. O prefeito Rafael Greca decretou luto oficial de um dia pela morte.

Nascida em 1931, em Carangola (MG), a freira chegou em Curitiba em 1956 com a missão de educar e formar pessoas a partir de uma educação cristã. Foi discípula da educadora italiana Maria Montessori (1870-1952) e pioneira na cidade na implantação do método de ensino que oferece uma formação ampla para a vida e para o desenvolvimento natural das habilidades de cada estudante, de forma individual. Foi diretora do tradicional colégio curitibano mais de 50 anos.

PROFESSOR SAMUEL LAGO

Luto: Paraná perde dois grandes educadoresMorreu neste sábado (13), em Curitiba, o professor Samuel Ramos Lago, um dos fundadores do Colégio Positivo. Ele estava com 79 anos e vinha se tratando de um câncer. O enterro foi neste domingo (14) no Cemitério Parque Iguaçu. Um dos fundadores do Grupo Positivo, em 1972, foi dele a ideia da mãozinha que é o símbolo da marca até hoje. Penhorou a própria casa para comprar as primeiras 300 carteiras do curso, que em poucas décadas se tornou um dos maiores do país.

Samuel Lago nasceu em Lins, interior de São Paulo, e veio para Curitiba com 17 anos, para cursar o ensino superior. É um dos maiores nomes nacionais em livros didáticos de Ciências, tendo mais de 40 milhões de exemplares vendidos. A apostila também foi invenção dele, que dizia ter feito “lipoaspiração no livro didático” e desenvolveu uma maneira agradável de aprender. Em 2007, se afastou da sociedade do Grupo Positivo, passando parte da administração dos negócios aos filhos.