Justiça condena ex-deputado federal e mais três pessoas por desvio de recursos da Câmara

A Justiça Federal condenou, a pedido do Ministério Público Federal (MPF), o ex-deputado federal Francisco Octavio Beckert (foto), conhecido como Chico da Princesa, do Partido da República, pela prática do crime de peculato.

Além dele, foram condenados dois empresários e uma advogada, por fornecerem a Chico da Princesa notas fiscais falsas, viabilizando que o então parlamentar desviasse recursos da Câmara dos Deputados.

A decisão, dessa segunda-feira (25), é do juiz federal Gustavo Alves Cardoso da 1ª Vara Federal de Jacarezinho, no Norte Pioneiro do Paraná.

Conforme o documento, Chico da Princesa foi condenado a sete anos e seis meses de reclusão e ao pagamento de multa no valor de R$ 333.540, além de ser obrigado a reparar o dano de R$ 546 mil. Confira as penas dos demais ao final da reportagem.

O juiz fixou que o cumprimento de pena de todos os réus se iniciará no regime semiaberto e todos poderão recorrer em liberdade.

O G1 tenta contato com a defesa de Chico da Princesa.

A denúncia –  A denúncia responsabilizou aos réus o desvio de recursos da Cota para Exercício da Atividade Parlamentar (Ceap) para Chico da Princesa. Para viabilizar o desvio, ele alegava, na Câmara dos Deputados, despesas falsas junto a duas empresas e um escritório de advocacia.

O prejuízo aos cofres públicos, em valores de 2010, foi de R$ 546 mil. Por solicitação do MPF, desde o início da ação penal, a Justiça havia determinado o bloqueio cautelar de bens dos acusados, medida que resultou no congelamento de mais de R$ 600 mil em suas contas bancárias. (Do G1 Paraná).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui