Início Política Itaipu adere ao Outubro Rosa e alerta para prevenção ao câncer de...

Itaipu adere ao Outubro Rosa e alerta para prevenção ao câncer de mama

Durante o mês de outubro, a Itaipu Binacional vai iluminar com tons de rosa alguns de seus principais prédios e monumentos. A iniciativa marca a adesão da empresa, pelo sétimo ano consecutivo, à campanha Outubro Rosa, movimento internacional que tem o objetivo de alertar as mulheres e a sociedade em geral sobre a importância da prevenção e diagnóstico precoce do câncer de mama.

Neste ano, receberão a iluminação especial o Centro Executivo da Vila A, a Concha Acústica do Gramadão, as calotas do Parque da Piracema, a fachada do Centro de Recepção de Visitantes (CRV) e o Portal do Conhecimento, monumento em referência à Universidade Federal para a Integração Latino-Americana (Unila), instalado próximo à barreira de controle da usina.

A adesão ao Outubro Rosa ocorre na sequência da participação de Itaipu em outra campanha, a Setembro Amarelo, movimento mundial de prevenção ao suicídio. O diretor-geral brasileiro de Itaipu, general Joaquim Silva e Luna, diz que as campanhas têm caráter educativo e chamam a atenção da sociedade sobre problemas que afetam a vida das pessoas. “Com mais informação, você reflete melhor sobre os riscos, entende a importância da prevenção e pode tomar decisões com maior consciência”, afirma. E complementa: “A saúde e o bem-estar da nossa gente é uma preocupação permanente da Itaipu, uma empresa responsável, que atua em várias frentes, além da sua atividade-fim”.

A adesão à campanha deixa ainda mais bonitos esses atrativos de Itaipu. “A iluminação embeleza e dá uma cara de respeito e acolhimento a esses espaços conhecidos da usina. Quem passar por ali, com certeza, vai gostar do resultado”, avalia Silva e Luna.

De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (Inca), órgão vinculado ao Ministério da Saúde, o câncer de mama é o tumor maligno mais comum entre as mulheres (depois do câncer de pele não melanoma), chegando a quase 30% dos casos no Brasil. Em 2019, a estimativa era o surgimento de 59 mil novos casos no País. A doença também atinge os homens, mas com menor frequência (cerca de 1% dos casos).

Quando diagnosticado precocemente, as chances de cura passam de 90%. Entre as formas de prevenção, estão a consulta regular ao médico, a realização de exames (como a mamografia), a prática de atividades físicas e a adoção de uma alimentação saudável. A amamentação também é considerada um fator de proteção para as mulheres. (Da Itaipu Binacional).

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Sair da versão mobile