Isenção de pedágio para motos deve elevar tarifa para outros veículos

COMPARTILHE:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp

O ministro da Infraestrutura,Tarcísio de Freitas, confirmou nesta sexta-feira (2) que as novas concessões de rodovias federais terão isenção de pedágio para motociclistas. A isenção foi um pedido do presidente Jair Bolsonaro e será viabilizada com o aumento de tarifa para os demais motoristas.

Segundo Freitas, o impacto nas tarifas para carros e caminhões será “baixo”, de 0,5%. “Então o reflexo tarifário é baixo, da ordem de 0,5% em média. Varia de 0,3% a 0,6%, a depender de cada trecho concessionado.”

O ministro afirmou que o país tem 26 milhões de motos, mas menos de 1 milhão de motos passam em rodovias concessionadas todos os anos. Por isso, segundo ele, a medida vai “onerar muito pouco” os demais usuários.

“O reflexo em termos de tarifa é baixo, porque o fluxo desse tipo de veículo é baixo, as contas estão todas feitas, onera muito pouco os outros usuários, e está dentro da linha de modernizar essas rodovias e prestação do serviço para o usuário”, completou.

A Associação Brasileira de Concessionárias de Rodovias (ABCR) calcula que a isenção terá impacto de 5% na tarifa. (Do G1).

Deixe uma resposta