Huawei no leilão do 5G terá consequências para o Brasil, alerta embaixador dos EUA

COMPARTILHE:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp

O embaixador dos Estados Unidos em Brasília, Todd Chapman, afirmou numa entrevista ao jornal O Globo que “haverá consequências” para o Brasil caso o país permita que a gigante chinesa de tecnologia Huawei forneça equipamentos a rede 5G, cujo leilão está previsto para 2021. Segundo ele, empresas americanas poderiam deixar de investir no Brasil, por temer que seus segredos de propriedade intelectual não estejam protegidos.

Chapman disse que está em negociações intensas para fechar um acordo de facilitação de comércio com o Brasil, menosprezou os investimentos chineses no país e citou os anúncios feitos por companhias dos EUA nas últimas duas semanas, como a oferta da Digital Coly pela empresa de telefonia Oi.

Os EUA estão em uma ofensiva global contra o avanço da China, a segunda maior economia do mundo, em especial na área tecnológica.

Depois de impor restrições à Huawei, como a proibição de compra de componentes fabricados por empresas americanas, os EUA pressionam seus aliados a impedir que a companhia entre em suas redes 5G.

Os chineses, diz o jornal carioca, negam que pretendam usar a empresa, que é privada, para espionagem. Na semana passada, o cônsul chinês no Rio, Li Yang, disse que os EUA estão contra a Huawei porque ficaram para trás no setor, no qual as demais companhias de peso são europeias e sul-coreanas.

 

1 comentário em “Huawei no leilão do 5G terá consequências para o Brasil, alerta embaixador dos EUA”

  1. Putz, a onde chegamos?! Agora querem que nós escolhamos quais espiões vão investigar nossas vidas, chinês ou norte americano. Pelo menos os chineses não estão nos ameaçando, a não comprar nossas mercadorias. Lembram quem além da Dilma, a Merkel, etc, também empresas brasileiras foram espionadas pelos americanos. Eles exigem fidelidade de espião!!!

Deixe uma resposta