Homicídio não é crime violento, diz juíza que soltou 15 presos perigosos em Maringá

A juíza da Vara Criminal de Execuções Penais de Maringá mandou para o semiaberto 15 presos que cumpriam pena em regime fechado na comarca. A medida teria a finalidade de prevenir a eventual contaminação pelo coronavírus no interior dos presídios.

A pedido, porém, do Ministério Público Estadual, a desembargadora do Tribunal de Justiça do Paraná, Maria José Teixeira, revogou as decisões da magistrada em razão dos absurdos constatados.

Um dos presos que se encontravam trancafiados, por exemplo, foi colocado no regime semiaberto porque, no entendimento da juíza, o crime de homicídio qualificado que o levou à cadeia foi cometido sem uso de violência.

Os demais 14 presos beneficiados com a progressão são traficantes ou assaltantes, a maioria condenada a mais de dez anos de prisão.

2 COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta