Greca e Goura empatam em “popularidade” nas redes

COMPARTILHE:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp

Um levantamento elaborado pela consultoria Quaest encomendado pelo jornal Folha de S. Paulo, indica que há um empate técnico entre o prefeito Rafael Greca (DEM), candidato à reeleição, e o deputado Goura (PDT), adversário na disputa pela prefeitura de Curitiba na eleição de novembro próximo. Não se trata de pesquisa sobre intenção de voto, mas apenas de uma aferição do nível de “popularidade” dos candidatos nas redes sociais – Facebook, Instagram, Twitter, YouTube, Wikipedia e Google.

Desde esta quinta-feira (1º), a Folha passa a publicar semanalmente o Índice de Popularidade Digital (IPD) dos candidatos às prefeituras de Curitiba, São Paulo, Rio, Salvador e Belo Horizonte.

Pela métrica elaborada pela consultoria, são monitoradas seis dimensões: fama (número de seguidores), engajamento (comentários e curtidas por postagem), mobilização (compartilhamento das postagens), valência (reações positivas e negativas às postagens), presença dos candidatos nas redes sociais em que estão ativos.

Um modelo estatístico pondera e calcula a importância de cada dimensão, e os candidatos analisados são posicionados em uma escala de 0 a 100, em que 100 representa o máximo de popularidade.

Os valores são uma média móvel de 5 dias, recurso estatístico que atenua números isolados que fujam do padrão. Ela é calculada somando o resultado de cinco dias seguidos e dividindo por cinco.

EMPATE EM CURITIBA

popularidadeEm Curitiba, o levantamento apontou que a corrida nas redes curitibanas é apertada. Rafael Greca (DEM), prefeito que tenta a reeleição, é o primeiro, mas por pouco. Logo atrás vem o deputado estadual Goura (PDT).

Rivalizando o terceiro lugar estão Maria Lobo (Avante) e Delegado Francischini (PSL), que disputam com Greca o voto — e a audiência — do eleitorado à direita.

6 comentários em “Greca e Goura empatam em “popularidade” nas redes”

  1. Eu disse eu disse eu disse

    Não dá pra esperar que uma pessoa que viva disso queira que um jovem passe o dia na escola, entre aulas, oficinas, artes, clubes, esportes etc

    Também não sabemos como conseguem fingir trabalhar, pq passam o dia todo na rede, buscando auto promoção, glória, material.

    Uma pena para o município e para o estado e para o povo e o público e o Estado

  2. A visibilidade do Goura mexe com o público formador de opinião e os mais jovens, pela própria dinâmica da campanha e a nova perspectiva de uma política mais humanizada.

  3. Nossa o goura colocou todos assessores para escreverem no jornal?

    Uma pessoa que fica sua vida pública em mídia social e vive para isso está mais ocupada com a. Opinião das pessoas sobre ele e sobre as opiniões dele sobre as coisas e não sobre o que ele faz, aliás não há tempo pra fazer coisa alguma.

    Aliás, desconheço qualquer projeto consistente do goura na prefeitura de Curitiba quando vereador, diante da formação budista dele ou ao menos se diz budista, a postura dele é a de fazer selfies no Nepal….

    Porque entre vc fala rr de um assunto e, ser um assunto é tratar de um assunto, não bastam. Verbos de ligação, é necessário ação

    Goura se cercou de pessoas capazes e simpatizabtes, bem como disseram esses dias, ele chega até a presidência, pois assim. Como bolsonaro, passa o dia no Twitter, enquanto o país pega fogo

    A reportagem expressa q a pesquisa fala de popularidade e não de intenção de voto, para quem só lei o título, como faz um típico. brasileiro, ou seja, a pesquisa mostra quem gosta de um Facebook e é sabe escrever o que as pessoas querem ouvir, bem como faz o político velhaco nisso Greca e goura são. Campeões mesmo

Deixe uma resposta