Floresta Nacional de Irati é incluída em plano de outorga

COMPARTILHE:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp

Floresta Nacional de Irati é incluída em plano de outorgaA Floresta Nacional de Irati (Flona) foi qualificada para integrar o Programa de Parcerias de Investimentos (PPI) do Governo Federal, que prevê a concessão floresta. O decreto, publicado pela presidência da República atende a uma demanda solicitada pela deputada  federal Leandre Dal Ponte (PV-PR).

A Floresta Nacional de Irati foi criada em 1986 e conta com uma área superior a 3.8000 hectares, no bioma Mata Atlântica. A maior parte da floresta está localizada no território do município paranaense de Fernandes Pinheiro, mas uma parcela pequena da floresta também pertence ao município de Teixeira Soares. Além disso, a Flona faz divisa com Irati e Imbituva.

Com a inclusão da Flona de Irati no Programa de Parcerias de Investimentos do Governo Federal, é possível fazer o processo de substituição das espécies exóticas, como o Pinnus por exemplo, por formações florestais compostas de espécies nativas, como a Araucária. Abrindo a possibilidade de comercializar o desbaste das espécies não oriundas da Mata Atlântica.

“Este é o resultado de uma luta nossa de muitos anos. Fizemos um trabalho, desde 2019, com o Ministério da Agricultura e o Serviço Florestal Brasileiro para incluir a Flona de Irati no Plano de Outorga Florestal”, comemora a deputada federal Leandre Dal Ponte.

 

2 comentários em “Floresta Nacional de Irati é incluída em plano de outorga”

  1. As florestas deveriam pagar aos proprietários pela conservação e sua manutenção. Donos de áreas de bosques são escravizados e penalizados pelos municípios, através de sanções e multas além de perder em suas áreas de forma indireta. Enquanto, outras áreas sem florestas são usadas para condomínios remunerando seus proprietários, ao contrário dos que tem bosque nativo e app.
    É uma distorção visto que a floresta traz mais benefícios ao coletivo do que condomínios.

Deixe uma resposta