O governo federal decidiu na manhã desta terça-feira (14) cancelar um evento da Organização das Nações Unidas (ONU) que ocorreria em Salvador, na Bahia,  entre os dias 19 e 23 de agosto. Trata-se de encontro sobre mudança de clima, evento preparatório da Conferência do Clima (COP25) que será realizada em dezembro em Santiago.

O encontro de Salvador reuniria cerca de 3 mil pessoas. Em entrevista ao jornal O Globo, o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, disse que o evento tem “pauta distinta” da defendida pelo governo Bolsonaro. “Nós não aceitamos receber porque é uma ação na esteira da COP25. Não faz sentido receber um evento da conferência do Clima se não vamos sediá-la”, disse. Como se sabe, o Brasil abriu mão de realizar a COP25.

Salles foi ainda mais longe e disse que, manter o evento, seria uma “oportunidade” apenas para a turma “fazer turismo em Salvador” e “comer acarajé”.