Estado e prefeitura de Curitiba lançam edital para construção do novo viaduto do Orleans

COMPARTILHE:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp
A Prefeitura de Curitiba e o Governo do Estado lançram nesta segunda-feira (16) o edital de licitação para o projeto de engenharia do novo viaduto do Orleans, na Capital. O investimento por parte da Secretaria de Estado da Infraestrutura e Logística é de R$ 1.170.304,39, com contrapartida municipal de R$ 491.351,21. O acordo foi formalizado em agosto do ano passado pelo governador Ratinho Junior (PSD) e pelo prefeito Rafael Greca (DEM).

A previsão contratual para conclusão do projeto de engenharia do novo modal é de 360 dias. Após essa fase, será possível licitar as obras, que têm custo estimado em R$ 30 milhões e serão custeadas também com recursos do Estado.

“O Governo do Estado tinha esse investimento programado, é uma forma de facilitar a mobilidade urbana de uma região de Curitiba que envolve vários bairros, e é a entrada da Capital e também a principal saída para o interior do Paraná”, afirmou Ratinho Junior. “A proposta engloba uma nova rotatória com várias pistas marginais e vai encerrar o caos urbanístico dessa ligação com os bairros. Curitiba cresceu e o Viaduto do Orleans ficou pequeno”.

O projeto prevê a construção de dois novos viadutos em alças para fluxo ininterrupto de veículos conectando as duas pistas da BR-277 aos bairros São Braz, Santa Felicidade, Cidade Industrial de Curitiba e Campo Comprido. Os acessos para a Rua Professor João Falarz e a Avenida Vereador Toaldo Túlio no entroncamento com a rodovia federal também serão revitalizados. O equipamento vai melhorar também a integração metropolitana com Campo Largo.

Segundo a Prefeitura de Curitiba, passam pelo local cerca de 3 mil veículos por hora nos picos de movimento. “É um sonho antigo que aos poucos vai se transformando em realidade. A Prefeitura de Curitiba fez a sua parte com o projeto básico. Agora, com os recursos repassados pelo Governo do Estado, será contratado o projeto de engenharia para orientar as futuras obras do novo viaduto do Orleans”, destacou Rafael Greca.

Com a modernização da estrutura, o viaduto original será transformado em um espaço de convivência para moradores e turistas, espécie de jardim suspenso arborizado para passagem de ciclistas e pedestres. Também será um espaço de observação da histórica Paróquia Santo Antônio de Orleans. (AEN).

 

Deixe uma resposta