Em Paranaguá, abertura do comércio será escalonada

COMPARTILHE:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp

O prefeito de Paranaguá , Marcelo Roque, assinou decreto que escalona a abertura parcial de alguns estabelecimentos comerciais não considerados de primeira necessidade. A medida entra em vigor na segunda-feira (13). O mesmo decreto mantém a a prática de distanciamento social.

Marcelo Roque afirmou, numa transmissão ao vivo pelas redes sociais, que “temos técnicos anunciando que o pico da pandemia do Coronavírus é nesta semana e na próxima”. “Nosso principal objetivo é preservar a vida dos parnanguaras. Não cedemos às pressões, mas às nossas convicções e as recomendações da Organização Mundial de Saúde”, assegurou o prefeito, que destacou que o comércio aberto é importante para a economia da cidade, mas que neste momento a prioridade é a vida.

Estão mantidas determinações relativas aos estabelecimentos considerados de serviços essenciais. Eles continuam tendo que fornecer máscaras e álcool em gel ou álcool 70% para todos os funcionários. Clientes que acessarem à loja e aos guichês/caixas também devem receber álcool em gel ou álcool 70%, medida que já estava em vigor, assim como o distanciamento entre pessoas, filas, controle de acesso de entrada e higienização, dentre outras medidas preventiva.

O decreto  determina ainda que estabelecimentos comerciais com serviços não considerados essenciais poderão retomar suas atividades de atendimento ao público, de forma escalonada/intercalada, a partir de 13 de abril (próxima segunda-feira). As regras em relação a higiene, uso de máscaras e de álcool em gel são as mesmas, incluindo o controle de clientes. Eles poderão funcionar das 9h às 20h, independente da autorização que consta no alvará. Outra regras devem ser respeitadas, como abrir somente nos dias estabelecidos.

Comércio em geral (varejista e atacadista) continua podendo operar pelo sistema de delivery, de segunda a sábado, adotando medidas de prevenção. Indústrias deverão adotar regras determinadas pela Organização Mundial da Saúde e pelo Ministério da Saúde. Instituições bancárias deverão limitar-se aos serviços de auto-atendimento, devendo manter a higienização permanente de todos os terminais. Só poderão manter atendimento presencial para usuários que estejam sem cartão do banco.

Postos de combustíveis localizados ao longo da BR-277 poderão funcionar todos os dias da semana, sem exceção, sendo que após o toque de recolher poderão atender somente caminhões. Permanecem suspensas as realizações de eventos públicos ou particulares, de qualquer natureza, bem como a concessão de licenças ou alvarás. Também permanecem suspensas as atividades do magistério e as aulas nas unidades de ensino da Rede Pública Municipal até dia 13, podendo ser prorrogada a data, sem prejuízo da manutenção do calendário escolar. O toque de recolher passará a ser considerado a partir das 22h, até 6h.

 

Deixe uma resposta