1. O empresário Junior Durski, dono do restaurante Madero, recebeu mais de um convite para disputar as eleições de 2018. Atribulado com a criação de novos restaurantes para sua marca, ele acabou recusando. Durski, no entanto, não esconde sua vontade em participar do processo político. Apoiador declarado do presidente eleito Jair Bolsonaro, ele pode aparecer na disputa daqui a quatro anos, principalmente se o experimento empresário-governador, personificado por Romeu Zema em Minas Gerais, der resultado.
  2. Sergio Moro tem negado repetidamente vezes que vá disputar algum cargo eletivo. Quem o conhece de perto diz que o sonho do homem é mesmo o Supremo Tribunal Federal (STF). O mesmo não se pode dizer da esposa Rosângela Moro. Durante as eleições, houve uma tratativa dela com o senador Alvaro Dias, do Podemos. Uma conversa com o marido acabou por enterrar a ideia, mas quem a conhece garante que a mosa azul da política está instalado lá.