Deputados tomaram “13 piscinas” de cafezinho

Em tempo de votações de reformas, denúncias e articulações políticas, o Congresso Nacional está de olhos bem abertos. Para ajudar nessa missão, a Câmara dos Deputados e o Senado Federal não economizaram no café. Juntas, as Casas gastaram R$ 460,2 mil com a bebida nos seis primeiros meses deste ano.

Segundo relata o site da organização Contas Abertas, levantamento inédito do jornalista Pablo Fernandez, da BandNews FM, mostra que o consumo dos servidores e dos 513 deputados da Câmara  somou nada menos que 26 toneladas de café  – ou 260.000 litros – entre janeiro e junho. O volume daria para encher 13 piscinas de 20 mil litros.

A média de consumo de café da Câmara foi de 145 quilos por dia. Já o gasto somou quase R$ 286 mil aos cofres públicos no primeiro semestre. Diferentemente do Senado, a Câmara não individualiza o consumo de pó.

No Senado Federal, o montante gasto com café no primeiro semestre deste ano soma R$ 174,1 mil, o que equivale a quase 27 mil pacotes de 500 gramas cada. Só nos gabinetes dos senadores, foram quase quatro toneladas – ou 37.300 litros no mesmo período. O total gasto foi de R$ 48.337,00 – o equivalente a 7.468 pacotes de 500 g.

O campeão de consumo foi o senador Valdir Raupp (PMDB-RO), réu na Lava Jato, com 154 pacotes de 500 gramas – ou 77 kg – nos primeiros seis meses de 2017.

Artigo anterior
Próximo artigo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

%d blogueiros gostam disto: