Dallagnol vai se filiar ao Podemos e será candidato a deputado federal

COMPARTILHE:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp
Mais um integrante da operação Lava-Jato decidiu entrar na corrida eleitoral de 2022. Depois do ex-juiz e ex-ministro Sergio Moro, o ex-coordenador da Lava-Jato no Paraná, ex-procurador da República Deltan Dallagnol anunciou que sua filiação ao Podemos vai ocorrer em dezembro e que ele disputará uma vaga na Câmara dos Deputados. A informação foi confirmada pela assessoria do Podemos ao portal Congresso em Foco.

Dallagnol pediu exoneração do Ministério Público em 2 de novembro, sob a justificativa de que os instrumentos de trabalho para alcançar a Justiça estavam sendo “enfraquecidos”. A Lava Jato tem sofrido reveses desde que vazaram as conversas que mostravam que os procuradores, como Dallagnol, combinavam seus movimentos com o juiz Sergio Moro. O trabalho do próprio Sergio Moro foi julgado suspeito pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

“Eu tenho várias ideias sobre como posso contribuir e eu serei capaz de avaliar, refletir e orar melhor sobre essas ideias depois de sair do Ministério Público”, disse Dallagnol.

O ex-coordenador da operação, no entanto, poderá ter a candidatura inviabilizada pelo Tribunal de Contas da União. Isso porque, o ministro Bruno Dantas, do Tribunal de Contas da União (TCU), apura irregularidades no pagamento de diárias  e passagens aéreas a procuradores da extinta força-tarefa da Lava Jato, em Curitiba, e avalia ordenar a devolução do recurso aos cofres públicos. No caso de comprovação pela área técnica da Corte, a decisão pode tornar Dallagnol inelegível, com base na Lei da Ficha Limpa. (Do portal Congresso em Foco).

 

Deixe uma resposta