Dallagnol quer tirar de Lula mensagens roubadas da Lava Jato

COMPARTILHE:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp

O procurador Deltan Dallagnol, ex-coordenador da força tarefa da Lava Jato no Paraná,  e mais seis procuradores da República recorreram da decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Ricardo Lewandowski que liberou ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva todo o arquivo aprendido com os hackers que roubaram as mensagens da Lava Jato.

No recurso, os procuradores pedem que o ministro reconsidere ou leve o caso imediatamente ao plenário do STF. Eles querem que a defesa do líder petista não receba mais nada, devolva o que foi entregue ou não use nada do que obteve na Polícia Federal (PF).“A utilização das pretensas provas para qualquer que seja a sua finalidade, é completamente desprezível do ponto de vista jurídico“, diz o recurso.

Os sete procuradores argumentam que o conteúdo foi “maldosamente” divulgado, “de modo distorcido ou editado, de modo a apresentar suposições de ilegalidades que nunca ocorreram e, por isso, mesmo, jamais foram confirmadas na análise das centenas de procedimentos do caso Lava Jato”.

Além de Deltan, assinam o recurso Januário Paludo, Laura Gonçalves Tessler, Orlando Martello Júnior, Júlio Carlos Motta, Paulo Roberto Galvão de Carvalho e Athayde Ribeiro Costa. (De O Antagonista).

Deixe uma resposta