Cinco partidos políticos (PT, PSB, PDT, PSol e PCdoB) acusam o Colégio Notarial do Brasil (a entidade nacional dos cartórios) de orientar todos os associados do país a fornecer aos eleitores fichas de filiação do partido Aliança pelo Brasil,  criado pelo presidente da República,, Jair Bolsonaro.

Nessa quarta-feira (15), os partidos apresentaram formalmente um pedido de providências ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Além da suspensão do apoio, as legendas vão requerer a apuração de prática de improbidade administrativa. O CNJ é, por lei, a instância corregedora dos Cartórios de Notas, que são concessões públicas e não podem exercer atividades de natureza político-partidária.

As siglas também afirmam que os cartórios foram orientados a receber e armazenar as fichas assinadas, com firmas reconhecidas, para serem entregues a um representante credenciado do partido Aliança. (M).