Candidata do PCdoB é contra privatização da Copel Telecom

COMPARTILHE:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp

A candidata a prefeita de Curitiba pelo PCdoB, Camila Lanes, esteve na manhã desta segunda-feira, 26, em frente a sede da Copel realizando uma panfletagem com apoiadores, e conversando com servidores da estatal. A Copel Telecom, braço da empresa na área de tecnologia e Internet, será privatizada pelo governo do Paraná.

A candidata é contrária a privatização e defende que a empresa de Internet e banda larga seja recuperada, e tratada como estratégica para o Paraná.

8 comentários em “Candidata do PCdoB é contra privatização da Copel Telecom”

  1. Francisco de assis

    Eu sou contra privatizações, mas no caso Copel Telecom comecei a ver que certos casos tem que se privatizar. Eu uso a Internet da Brasil Telecom, experimentem precisar de atendimento técnico para ver como eles te atendem.
    Eu tentei e desisti, fiz num dia várias reclamações, tenho 5 protocolos de atendimento, diziam que em 24 horas viria um técnico verificar, isto tem um mês.
    Fora o cinismo que te atende alguns funcionários.

  2. Francisco de Assis

    Não sei se iria melhorar o atendimento ou se tornariam uma Vivo, Claro, NET ou Oi, com a privatização. Mas seria uma tentativa para os funcionários trabalharem com mais seriedade.

  3. É uma questão de gestão, a empresa é uma mina de ouro, sendo uma subsidiária da Copel, se privatizar não vale nada. A copel tem a maior e mais completa infraestrutura para operar a internet. A ânsia privatista continua batendo cabeça, pois o valor da empresa está no vínculo com a Copel, elimine isso e fica um zero. Tratar mal os clientes é o método para justificar a venda, mas a conta não fecha se não venderem a Copel junto!

Deixe uma resposta