A ausência de Osmar

(por Ruth Bolognese) – Enquanto o principal adversário na pré-candidatura do Governo, Ratinho Jr, virou um serelepe pelas cidades do Paraná o ex-senador Osmar Dias encolheu. Descansa de uma cirurgia nas cordas vocais – fato que se soube por vagas informações de terceiros – e vagamente negou que vai repetir a dobradinha com o PT em 2018.

Urtigão III ainda desperta esperanças no PT porque o partido dele, o PDT, se mantém aliado dos petistas, no lado esquerdo da força. Ele e o ex-prefeito Gustavo Fruet.

E se existe algo que aqui no Paraná não se pode cobrar dos candidatos é a proximidade com os petistas no passado. Além de Osmar e Fruet, o deputado Ratinho Jr. eram assim “ó” com todos eles. Ou ninguém lembra mais que Lula, quando presidente da República, jantou em Curitiba na casa de Ratinho Pai, com direito a uma cachacinha de primeira?

Mas, de qualquer forma, pré-candidato que se preza não pode ficar longe, nem do trecho nem dos holofotes.

Artigo anterior
Próximo artigo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui