A “aula” de Bolsonaro sobre como não se comportar na pandemia

COMPARTILHE:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp

O presidente Jair Bolsonaro teve de cancelar uma etapa do roteiro de viagem que fez à região do Vale do Ribeira, em São Paulo, o que lhe permitiu tempo livre para tomar cerveja num bar de beira de estrada com caminhoneiros e moradores do local.

Deu uma “aula” de como não se comportar. Supostamente imune de se reinfectar com o coronavírus por já ter contraído e se recuperado da doença, ele e os convivas não usaram máscara de proteção e nem mantiveram o distanciamento recomendado pelas autoridades sanitárias como medidas de prevenção de contágio e propagação do vírus.

No estado de São Paulo, é lei o uso obrigatório de máscaras, mesmo nas regiões – como o do Vale da Ribeira – onde as taxas de contágio já foram reduzidas. E também demonstrou, pelo exemplo, dar exemplo às recomendações da portaria baixada pelo seu ministro da Saúde, general Pazuello, publicada no Diário Oficial da União de 19 de agosto último – as mesmas que também eram receitadas pelos antecessores Luiz Henrique Mandetta e Nelson Teich.

Na portaria, Pazuello destaca a necessidade de adoção de cuidados gerais, como a lavagem das mãos com água e sabão ou com álcool em gel a 70% e o uso de máscaras em todos os ambientes, incluindo lugares públicos e de convívio social. Orienta que não se toque a máscara, como também olhos, nariz e boca.
Ao tossir ou espirrar, a portaria orienta cobrir o nariz e boca com lenço de papel e descartá-los adequadamente. Na indisponibilidade dos lenços, cobrir com a parte interna do cotovelo, nunca com as mãos.
O Ministério da Saúde recomenda ainda que se evite aglomerações e que se mantenha uma distância mínima de 1 metro entre as pessoas. Os ambientes devem ser mantidos limpos e ventilados.
E isto é tudo que Bolsonaro não fez (como sempre) no bar de Registro, como se vê no vídeo abaixo:

1 comentário em “A “aula” de Bolsonaro sobre como não se comportar na pandemia”

  1. Se ele subir a serra vai encontrar também uma recepção calorosa Pode fazer o mesmo nos Postos do Atuba. E depois ir bater um papo com o greca e com a ratazaninha .

    Principalmente sobre a vacina que e da Russia e vai transformar todo mundo em comunista

Deixe uma resposta