Augusto Aras prorroga Lava Jato do Paraná até 31 de janeiro

COMPARTILHE:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp

O procurador-geral da República, Augusto Aras,  prorrogou nesta quarta-feira (9) a força-tarefa da Lava Jato no Paraná até o dia 31 de janeiro de 2021. Até então, o funcionamento era renovado por um período de um ano, prazo que, na semana passada, foi defendido pela conselheira do Ministério Público Federal (MPF) Maria Caetana Cintra Santos.

Na prorrogação — medida que cabe somente ao procurador-geral — a Procuradoria-Geral da República (PGR) manteve a designação dos 14 procuradores que atuam nas investigações — 11 deles terão dedicação exclusiva. A manutenção de dois procuradores regionais, que antes atuavam perante a segunda instância da Justiça, ainda deverá ser ratificada pelo Conselho Superior do Ministério Público Federal.

Na autorização, o vice-procurador-geral, Humberto Jacques de Medeiros, registrou que as unidades do Ministério Público Federal que cederam membros para a força-tarefa afirmaram que a medida foi um “sacrifício”.

“A Procuradoria da República em Minas Gerais, por exemplo, afirmou consentir pela ‘derradeira vez’; a em Campinas (SP), requereu que a cessão seja por período ‘razoável’; Guarulhos (SP), por sua vez, até no máximo fevereiro”, informou a PGR.

Um dos problemas apontados por ele é o teto de gastos, aprovado em 2016, e que limita o crescimento das despesas à inflação.

“A prorrogação de uma força-tarefa de grande porte que aspira ao crescimento quando não há mais concursos de servidores e de Procuradores para atender às necessidades da Instituição, em várias outras Unidades, não é uma questão de boa vontade, apenas. Como bem demonstram os Procuradores Chefes aqui ouvidos, trata-se de um ‘sacrifício’ de toda a Instituição”, disse.

Abaixo, a relação dos membros da força-tarefa no Paraná:

  • Alessandro Oliveira – procurador natural (dedicação exclusiva)
  • Alexandre Jabur (dedicação exclusiva)
  • Antônio Augusto Teixeira Diniz (dedicação exclusiva)
  • Athayde Ribeiro Costa (dedicação exclusiva)
  • Felipe D”Elia Camargo
  • Januário Paludo (ad referendum do CSMPF) (dedicação exclusiva)
  • Joel Bogo (dedicação exclusiva)
  • Julio Carlos Motta Noronha (dedicação exclusiva)
  • Laura Goncalves Tessler (dedicação exclusiva)
  • Luciana de Miguel Cardoso Bogo (dedicação exclusiva)
  • Marcelo Ribeiro de Oliveira
  • Orlando Martello (ad referendum do CSMPF) (dedicação exclusiva)
  • Paulo Galvão
  • Roberson Henrique Pozzobon (dedicação exclusiva)

 

Deixe uma resposta