Alep pode começar trabalhos de 2021 com duas CPIs

COMPARTILHE:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp

Dois pedidos de instalação de comissões parlamentares de inquéritos (CPIs) podem ser protocolados na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) logo no início dos trabalhos referentes a 2021. Um é sobre a Operação Quadro Negro e a outro diz respeito ao serviço do Detran-PR de registro de contratos de financiamento de veículos.

Os dois assuntos renderam intensas investigações e prisões de servidores públicos e empresários, fatos relacionados à gestão estadual anterior.

Enquanto na Quadro Negro foram desviados pelo menos R$ 20 milhões de obras de escolas que praticamente não haviam saído do chão, o serviço do gravame foi concedido a instituições financeiras terceirizadas, cujos contratos rendiam, segundo algumas fontes, até R$ 1 milhão por dia.

A Secretaria da Educação reiniciou e concluiu a construção de várias escolas que foram listadas na Operação Quadro Negro. E quanto à questão do serviço do gravame, a Alep aprovou, no fim do ano passado, um projeto de lei que estabeleceu a redução de 50% no valor da taxa. O valor que vinha sendo cobrado até então era demasiadamente elevado, segundo deputados.

Durante o recesso parlamentar, alguns deputados têm trabalhado no sentido de preparar as duas CPIs, buscando argumentos que justifiquem os pedidos de instalação.

 

Deixe uma resposta