Acordo de Beto Richa com as concessionárias vem desde 2010

(por Ruth Bolognese) – Na delação premiada que serviu de base para a Operação Integração II, o ex-diretor do DER, Nelson Leal Jr, revelou ao Ministério Público Federal que o acordo entre o ex-governador Beto Richa e as concessionárias do pedágio no Paraná foi fechado em 2010, na campanha para o primeiro governo. O compromisso do futuro governo era manter integralmente os aditivos contratuais para atender os interesses da Rodonorte, Ecovia, Ecocataratas e Viapar.

Estas informações foram passadas a Nelson Leal Jr pelo próprio Pepe Richa, irmão do governador, que ocupou a secretaria de Infra Estrutura durante os dois períodos em que o grupo esteve no Palácio Iguaçu.

Nelson Leal contou aos procuradores que o dinheiro, em espécie, vindo dos aditivos contratuais superfaturados, era entregue pelos diretores das concessionárias na sala do diretor-geral da Secretaria de Infra Estrutura, Aldair Wanderlei Petry, o Neco, que mantinha um armário para este fim. E o volume da entrega variava de acordo com a frequência de chuvas durante o mês. Se chovia muito, o volume era menor, porque atrasava a realização das obras.

1 COMENTÁRIO

  1. Um tal senhor chamado Paulinho Dalmaz e outro chamado Gilberto Loiola, Diretor-geral e Diretor de Operações que construíram os contratos de pedágio junto com o Maurício Ferrante e Queiroz, procuradores do DER, devem estar dormindo fora de casa. O cerco está fechando e uma hora ou outra a verdade virá a tona. Muita sujeira há na formatação desse modelo, lá atrás no governo Lerner. Os diretores da época devem ter muito o que esclarecer.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui