A viagem de Saraiva em 274 páginas sem nenhum “que”

O advogado e jornalista José Alexandre Saraiva nasceu em Pernambuco, mas cresceu e se formou em Curitiba, onde fincou suas raízes e criou a família. Mesmo exercendo suas duas profissões – advoga e escreve há décadas para a Gazeta do Povo –, nunca deixou de lado seus dois grandes prazeres: a escrita e a música. É frequentemente visto animando noites boêmias de Curitiba com seu acordeão.

Saraiva retomou suas origens e lança no próximo dia 3 de maio, uma sexta-feira, o livro “De Labiata a Lagoa da Canoa passando por Tacaratu, via Quipapá ou Caruaru”, uma viagem histórica, poética e musical pelo Nordeste brasileiro.

A viagem começa e termina em Pernambuco, solo de João Cabral de Melo Neto e de Lampião. Incursões para os demais estados nordestinos são cadenciadas pela própria geografia narrativa. Estende-se da Bahia de Dorival Caymmi e de Jorge Amado ao Maranhão de Gonçalves Dias e de Ferreira Gullar. Passa por Sergipe de João Ribeiro e de Joel Silveira, Alagoas de Graciliano Ramos e de Hermeto Pascoal, Paraíba de Augusto dos Anjos e de José Lins do Rego, Rio Grande do Norte de Câmara Cascudo e dos irmãos Madureira, Ceará de José de Alencar e de Rachel de Queiroz e pelo Piauí de Assis Brasil e de Torquato Neto.

Mas embora a jornada envolva o cenário cultural do Nordeste, seu embrião foi concebido no estado do Paraná, onde Saraiva foi acolhido ainda menino. Por isso, a terra de Rocha Pombo, de Romário Martins e de Dalton Trevisan recebeu registro especial no capítulo final.

Metódico, Saraiva além de oferecer ao leitor uma minuciosa pesquisa histórica da cultura nordestina, ainda se vale de um requinte especial no texto de Labiata: em todas as suas 274 páginas, o autor não usa nem uma vez sequer o pronome “que”. “Para evitar o ‘queísmo’”, conta.

A obra traz ainda um CD com composições do próprio Saraiva e de parceiros como Hermeto Pascoal, com participações de artistas de peso como Quinteto Violado, Sebastião Tapajós, Gegê Felix, Oliveira de Panelas, Luciano Magno, João do Pife, Derinho Santos, Brito Lucena, Walter Silva, Carneirinho do Acordeon, João Marques dos Santos, Dalva Diniz, Cida Airam, Alvaro Ramos, Ezequiel Piaz, Rogéria Holtz, e muitos outros.

O prefácio é do vice-governador do estado, Darci Piana e as ilustrações são do cordelista e xilogravurista J. Borges, um dos maiores artistas nordestinos.

O lançamento será no Sesc Paço da Liberdade, a partir das 18h do dia 03/05.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

%d blogueiros gostam disto: