União prevê pedágio pelo menos 35% mais barato no Paraná

COMPARTILHE:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp

Tarifa justa e serviço de qualidade. Esta é a prioridade do governo federal com a concessão de mais de três mil quilômetros de rodovias no Paraná. A posição foi apresentada nessa quinta-feira (1°) pelo ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, em reuniões realizadas com representantes do governo paranaense e da sociedade civil.

“Queremos somente um contrato bem-sucedido, que o povo do Paraná pague uma tarifa justa, que os investimentos aconteçam. Essa é a minha preocupação e a do presidente [da República, Jair Bolsonaro]”, afirmou, ao participar de reunião com o vice-governador do Paraná, Darci Piana, com os principais empresários do estado, conhecidos também como G7, e com representantes da bancada federal e da assembleia legislativa.

O modelo já apresenta valores projetados de 35% a 70% menores do que os atuais. E que podem sofrer uma redução de até 17% durante o leilão. Além disso, ficou acertado que qualquer valor usado para desempate será utilizado integralmente na própria rodovia em benefício ao usuário, com total transparência.

Antes, no início da tarde, Tarcísio, acompanhado do secretário nacional de Transportes Terrestres do Minfra, Marcello Costa; da secretária nacional de Fomento, Planejamento e Parcerias do MInfra, Natália Marcassa; do diretor de rodovias, Guilherme Bianco; e de membros da Empresa de Planejamento e Logística (EPL) e da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), esteve em Cascavel (PR), onde defendeu a qualidade do novo modelo de concessões. (Do portal Bem Paraná).

Deixe uma resposta