UFPR está entre as melhores do mundo, de acordo com ranking internacional

COMPARTILHE:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on twitter
Share on whatsapp

A Universidade Federal do Paraná  (UFPR) é considerada uma das mil melhores universidades do mundo pelo QS World University Rankings 2022 e mantém a posição há quatro anos. A UFPR foi considerada a 35ª melhor universidade da América Latina, a 13ª do Brasil e a 1ª do Paraná, seguida no Estado pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR) e pela Universidade Estadual e Londrina (UEL).

A UFPR se destacou nos critérios de reputação acadêmica, reputação entre os empregadores no mercado de trabalho e na proporção entre a quantidade de alunos e de professores. Apenas 1300 universidades do mundo e 27 do país são listadas na análise. No caso do Brasil, a maioria são instituições públicas de ensino.

QS World University Rankings – O ranking anual é elaborado pela Quacquarelli Symonds (QS). A empresa britânica do ramo da educação usa dados empregadores e de especialistas de todo o mundo para montar a lista.

Metodologia – A avaliação leva em conta seis métricas: reputação acadêmica, citações pelo corpo docente, reputação do empregador, proporção alunos/professor, índice de professores e de estudantes internacionais.

Para construir os dados de reputação acadêmica, por exemplo, o ranking reúne a opinião de 130 mil pessoas atuantes no ensino superior sobre a qualidade do ensino e da pesquisa nas universidades. A reputação do empregador avalia como a instituição de ensino é vista pelo mercado de trabalho. O dado é baseado em 75 mil respostas a uma pesquisa realizada com empregadores. A proporção alunos/professor é uma forma de analisar a facilidade com que o estudante terá acesso aos docentes.

As citações por corpo docente pretendem avaliar a qualidade da pesquisa desenvolvida na instituição. O cálculo leva em conta o número total de citações em artigos de uma instituição no banco de dados Scopus da Elsevier por cinco anos e divide pelo número de docentes. Por fim, a análise da internacionalização é avaliada pelo índice de alunos e de professores internacionais. (Da UFPR).

Deixe uma resposta