A temporada do dolce far niente mal começou e a boataria política, típica da época de praia, é o que esquenta este cinzento início de verão. A queda de gente do primeiro escalão do governo Ratinho Júnior é dada como certa pelos luas pretas que orbitam os palácios do Centro Cívico e aproveitam o tempo livre para conspirar.

No mundo desenhado por ilustres veranistas haverá mudanças no time de secretários e dirigentes de órgãos públicos no início de 2020. A última notícia é a de que haverá substituição do coronel Romulo Marinho da Segurança, assim como de toda a cúpula das polícias. Isso apesar da redução em todos os índices de criminalidade.

Falta combinar com o governador, que anda animado com as ações que resultaram na aprovação da gestão. A ordem de Ratinho Jr. é para que qualquer movimento que possa desestabilizar o time seja imediatamente desmentida.