Richa mantém “operação raspa-tacho”

O governador Beto Richa está se esmerando na tarefa de raspar o tacho – e, com isto, deixar o próximo governador com sérias dificuldades para administrar o Paraná. Para pagar o custeio da máquina, investir quase nada e posar na propaganda como um estado que fez a lição de casa fazendo duro ajuste fiscal, e que isto lhe permitiu pagar o funcionalismo em dia, o governo vem antecipando receitas e se desfazendo de parte do seu patrimônio.

Agora, segundo relata a repórter Kátia Brembatti, da Gazeta do Povo, a Sanepar se prepara para vender parte de suas ações conforme “fato relevante” publicado pela companhia no fim de outubro. A expectativa é arrecadar para os cofres da Fazenda cerca de R$ 500 milhões.

Segundo a reportagem, o secretário da Fazenda, Mauro Ricardo, diz que o dinheiro vindo da venda será destinado para obras, principalmente em rodovias. “Para 2018, o governo do Paraná está projetando R$ 8 bilhões em investimentos. Mauro Ricardo não fala em valores vindos da Sanepar, mas afirma que a proposta orçamentária enviada para a Assembleia Legislativa prevê R$ 1,5 bilhão em trocas de ativos. Ele alega ainda que a situação financeira do Paraná “é a melhor do país” por causa de uma série de ajustes que começaram a ser feitos em 2014 e que não pararam desde então.”

Antes desta projetada operação de venda de ações da Sanepar, o governo Beto Richa entrou em acordo com empresas inscritas no Programa Paraná Competitivo oferecendo-lhes descontos para que antecipassem o pagamento do ICMS que só venceriam no futuro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

%d blogueiros gostam disto: