A quem interessar possa, eis o endereço residencial em que Luiz Abi Antoun mora desde setembro do ano passado: Rua Nossa Senhora de Martin, nº 70, na cidade de Biblos (Jbeil, em árabe), Líbano. O paradeiro do famoso primo-distante foi fornecido pelo advogado do foragido ao juiz federal Paulo Sergio Ribeiro, da 22.ª Vara Criminal de Curitiba, encarregado de julgar os réus arrolados na Operação Integração, que investigou relações promíscuas entre o governo Beto Richa e as concessionárias de pedágio no Paraná.

Revelado o paraíso de Luiz Abi no LíbanoA informação consta do despacho em que o juiz informa ter aceitado a denúncia oferecida pelo Ministério Público Federal contra Luiz Abi; rejeita a intenção de sua defesa de tirá-lo do processo criminal na justiça comum e de reconhecer que ele praticou apenas crimes de competência da Justiça Eleitoral; e, ainda, de responder apenas perante a 3.ª Vara de Londrina, onde é réu da Operação Publicano.

O juiz Paulo Sérgio Ribeiro é detalhista em seu despacho de 55 folhas, nas quais desmonta a tese dos advogados de que o processo do cliente Luiz Abi é de natureza eleitoral, porque teria atuado entre 1999 e 2015 apenas como arrecadador de dinheiros para financiamento de campanhas do primo Beto Richa. O magistrado não concorda: a defesa não comprovou que os recursos iam para o caixa 2 das campanhas, mas, ao contrário, há provas de que sua atuação feriu interesses da União, do estado e dos usuários das rodovias pedagiadas – logo, crimes comuns que não guardam relação comprovada com eleições.

O despacho do juiz foi assinado na última sexta-feira (16) e informa que, embora o advogado possa representar o cliente em algumas fases do processo, solicitou às autoridades libanesas, pelas vias formais, o réu seja ouvido mediante carta rogatória.

Luiz Abi Antou fugiu para o Líbano dias após ter sido solto da prisão graças a um habeas corpus concedido pelo ministro Gilmar Mendes ao ex-governador Beto Richa e outros dez acusados que tinham sido presos em 11 de setembro de 2018 na Operação Integração, desencadeada pelo Ministério Público Federal.

Antoun tem cidadania libanesa e parentes que moram por lá. Convocado para audiências neste e em outros processos (Publicano, Quadro Negro etc.), deixou de obedecer às intimações judiciais alegando estar sofrendo de fortes e persistentes ataques de tosse, o que o impediria de empreender viagens aéreas de volta ao Brasil.

O clima de Biblos, considerada a mais antiga cidade do mundo, não parece estar favorecendo a recuperação da saúde de Luiz Abi. Situada de frente para o Mediterrâneo, a pitoresca cidade é sede de grandes bancos, marinas luxuosas e um movimentado porto. De taxi, uma viagem para Beirute, a capital do Líbano, custa 15 dólares.