Quadro Negro: delator envolve Richa (3)

O delator Eduardo Lopes de Souza, dono da Construtora Valor e um dos principais protagonistas investigados pela Operação Quadro Negro, contou ao Ministério Público Federal que ele e o diretor da Educação Maurício Fanini tiveram medo de ser descobertos quando da entrega de propinas na própria sala ocupada por Fanini. Como as quantias começaram a ficar muito altas, pensaram numa alternativa mais segura: Lopes passou a entregar o dinheiro em caixas de vinho. Ele diz que, das 12 garrafas, tirava 10 e preenchia o espaço aberto com o dinheiro. As duas garrafas que sobravam serviam para fazer barulho, quando alguém as pegasse. Com isso, não levantariam suspeitas.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui