O procurador Carlos Fernando dos Santos Lima, integrante da força-tarefa da Lava Jato, espinafrou em sua página do Facebook a decisão da Segunda Turma do STF de tirar de Sergio Moro partes de processos que ele julga que contenham menções a Lula. Estas partes devem ser remetidas à Justiça Federal de São Paulo. Diz o procurador:

O que acontece hoje é o esperneio da velha ordem. A pergunta que devemos fazer é qual o motivo pelo qual precisam sacrificar o bom nome do tribunal. A Justiça deveria ser cega…

“Hoje, a Justiça praticada na Segunda Turma não é apenas cega. Sua balança está desregulada e a espada sem fio. Dentro de cinco meses, porém, o Éden pode se transformar num novo inferno para os réus”.