Primeira-dama paulista diz que não é correto dar comida para moradores de rua

 

Presidente do Fundo Social de São Paulo, a primeira-dama Bia Doria recebeu a socialite Val Marchiori no Palácio dos Bandeirantes para uma entrevista publicada nas redes sociais.Na entrevista, a mulher do governador João Doria (PSDB) diz que não se deve dar marmita para os moradores de rua porque eles precisam saber que têm que sair da rua. A informação foi divulgada pelo jornal Folha de S.Paulo.

“Falando dos projetos sociais, algo muito importante. As pessoas que estão na rua… Não é correto você chegar lá na rua e dar marmita, porque a pessoa tem que se conscientizar de que ela tem que sair da rua. A rua hoje é um atrativo, a pessoa gosta de ficar na rua”, diz Bia Doria.

“Não querem. A pessoa quer receber comida, roupa, uma ajuda, e não quer nenhuma responsabilidade. Isso está muito errado. Se a gente quer viver em um país…”, diz Bia Doria, que é interrompida por Val, que diz “todo mundo tem suas responsabilidades”.

Em nota, Bia afirma que “sua fala foi tirada de contexto”, e que sua intenção “é que as pessoas em situação de rua tenham acesso aos abrigos públicos, onde terão alimentação de qualidade dentro das normas de higiene da Vigilância Sanitária, e uma condição de vida mais digna. Ou mesmo nos restaurantes Bom Prato, que recentemente decretaram gratuidade aos moradores de rua.”

 

2 COMENTÁRIOS

  1. SOMOS O CHÃO QUE PISAMOS! Ela jamais vai entender o que é fome e subnutrição. Quem concordar com ela já tem candidato a presidente é só votar no marido dela. Estes são os mesmos que criticam a transposição do Rio São Francisco e ficam achando justificativas desabonadoras dessa obra “faraônica”, nunca carregaram uma barrica de água por km…

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

%d blogueiros gostam disto: